Robin Hood

A história deste lendário herói justiceiro, que tirava dos ricos para dar aos pobres, já foi contada e cantada em várias versões. Nesta adaptação Rodrigo Campos mesclou algumas mais ou menos modernas (em romance, cinema, quadrinhos) mantendo a estrutura formal e o valor cultural das primeiras versões. Neste espetáculo a flecha certeira de Robin Hood atinge num tiro, dois alvos: a justiça e a alegria. Robin Hood lidera um bando de foragidos na luta pela justiça, mas o herói cativa as crianças mais pelo seu estilo de ação do que por suas nobres causas. Imbuindo-se do espírito trovadoresco que canta o amor e a natureza, o espetáculo interpõe cenas musicais entre as façanhas do herói. O personagem trovador, um narrador que participa da história, interliga as cenas com suas baladas. Além disso a peça conta com uma trilha sonora totalmente original, com letras de Rodrigo Campos e música de Fernando Muzzi, que também assina a direção musical do espetáculo. A inventividade, a capacidade de surpreender, de iludir, qualidades tão características de Robin, foram as mesmas usadas na forma de encenar suas aventuras. Para levar ao palco um universo tão rico em imagens e ação, as soluções cênicas também se valeram da imaginação, a fim de dar vivacidade ao espetáculo.

O cenário criado por Rodrigo Campos, faz a ambientação de diferentes lugares (castelo-floresta-aldeia). Do mesmos modo, a criatividade foi fundamental na concepção e soluções do figurino, (vencedor do prêmio Amparc/Bonsucesso), que utilizou E.V.A, um material emborrachado, para a caracterização dos personagens, inspirando-se nos trajes de época. O espetáculo cria uma atmosfera de fantasia em torno da história de Robin Hood, e sobretudo, ressalta o conteúdo dos valores sociais representados pelo ?bando verde?. Robin Hood é encantador aos olhos, agradável aos ouvidos, inteligente e útil para o público infantil. Mostra para as crianças como é possível tornar o mundo melhor coma ações não só necessárias, mas também cheia de arte, amor e humor.

O espetáculo estreou no dia 26 de setembro de 1998;
Teve nove indicações ao IV Prêmio SESC Sated em 1998, recebendo o prêmio de melhor trilha sonora;
Quatro indicações para o Prêmio Bonsucesso 1998, recebendo o prêmio de melhor Figurino.

Ficha técnica


    Comentários

    Deixe seu comentário

    © Copyright, 2011-2017 | Todos os direitos reservados | Marco Produções Teatrais